Brasil

Gerente oferece bananas a funcionários negros no Dia da Consciência Negra e é preso

O crime aconteceu em um restaurante na Zona Norte do Rio de Janeiro

Redação Correio 24h (redacao@correio24horas.com.br)
O gerente de um restaurante na Zona Norte do Rio de Janeiro foi preso em flagrante por injúria racial após oferecer bananas a três entregadores de bebidas negros. Ascendino Correia Leal, gerente do Garota da Tijuca, pretendia fazer uma "homenagem" aos funcionários no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.
(Foto: Arquivo Pessoal)
De acordo com o portal G1, o crime aconteceu no momento de trabalho do funcionários. "Ele foi em cada um de nós e ofereceu as bananas e disse que era em homenagem ao Dia da Consciência Negra. E ainda completou que ‘é uma para cada um que vocês, que são todos da mesma raça", disse Leonardo Valentim, motorista do caminhão.O gerente ainda teria tentado amenizar a "brincadeira" entrando rindo no restaurante. No entanto, os funcionários discutiram com Leal e chamaram a polícia. Leonardo disse que chegou a pensar em agredir o homem, mas repensou e chegou a conclusão de que isso transformaria o criminoso em vítima.Leal pagou fiança de R$ 800 e foi liberado no mesmo dia. Se for julgado, ele poderá pegar de um a três anos de prisão, além da multa. "A gente vê isso acontecendo pela TV, com jogadores de futebol, e até com artistas, como a Taís Araújo, e não imagina que uma coisa dessas vai acontecer com a gente", disse Leonardo.
Correio24horas