Brasil

Governo federal diz a empresários que não vai permitir compra de vacina para funcionários

Possibilidade foi negada em reunião virtual realizada nesta quarta-feira (13)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O governo federal negou nesta quinta-feira (14), a possibilidade de empresas comprarem vacinas para a imunização de funcionários contra a covid-19, segundo o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

A decisão foi tomada durante uma reunião virtual realizada com empresários na quarta-feira (13), que contou com a participação do ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, e o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco.

"Essa possibilidade ontem foi negada. Essa possibilidade no momento não existe", afirmou Skaf em entrevista à radio CBN, explicando que o recado passado pelo governo foi de que a campanha de vacinação será centralizada pelo Ministério da Saúde.

"Uma empresa que tenha 100 mil funcionários, se ela quiser ir ao mercado, comprar a vacina e vacinar seus funcionários não pode", acrescentou ele.

Apesar da decisão sobre a vacinação, o presidente da Fiesp contou que os empresários saíram da reunião "mais tranquilos" em relação ao início e ritmo da campanha nacional de vacinação.