Brasil

Homem confessa ter estuprado irmãs adolescentes: 'momento de bobeira'

José Maria Pereira estava foragido do sistema aberto de Campo Grande, onde cumpria pena pelos crimes de furto, roubo e estupro

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
Nesta sexta-feira (13), um homem de 41 anos, identificado como José Maria Rodrigues, foi preso suspeito de estuprar duas irmãs, de 13 e 16 anos, e agredir um bebê - irmão das vítimas. O crime aconteceu em uma casa no Jardim Colorado, no Mato Grosso do Sul. Após ser preso, ele confessou os crimes de estupro na viatura, ressaltando que "foi um momento de bobeira".
De acordo com informações da polícia ao G1 Mato Grosso do Sul, o suspeito esperou a mãe das adolescentes e do bebê sair de casa para pular o muro e invadir o imóvel.
"Ele usava facas para ameaçá-las, usou a corda de uma rede para amarrá-las, as agrediu fisicamente, estuprou a mais velha e obrigou a mais nova a filmar. Depois praticou atos libidinosos com a mais nova [o que caracteriza o estupro de vulnerável]. Ele também deu um tapa no rosto do bebê de 1 ano que estava chorando. Usou de bastante violência, esse é o modus operandi dele, os estupros que ele já responde têm essa característica na forma dele atuar", contou a delegada Anne Karine Trevisan, responsável pelo caso ao G1 MS. 
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Ainda segundo a delegada ao G1 MS, o homem invadiu a casa, rendeu as vítimas e em meio aos abusos e ameaças ainda comeu bolo e bebeu leite, espalhando suas digitais por toda a casa. Somente depois é que ele encontrou uma caixa de luvas cirúrgicas, da mãe das vítimas, que é técnica de enfermagem.
Após cometer o crime, à polícia disse que o homem deixou uma das jovens amarradas, roubou alguns objetos da casa, jogou a chave dentro do imóvel e mandou que elas contassem até 200. Aterrorizadas, as vítimas obedeceram. Contaram, depois se soltaram e conseguiram pedir ajuda.

José Maria Pereira estava foragido do sistema aberto de Campo Grande, onde cumpria pena pelos crimes de furto, roubo e estupro. De acordo com o G1 MS, José Maria estava caminhando pela rua, no bairro Santo Eugênio, região sul de Campo Grande, quando foi reconhecido por um guarda municipal e preso.