Brasil

Homem é acusado de decapitar vizinho em meio a gargalhadas

Vítima foi esfaqueada; investigadores acreditam que vítima foi escolhida de maneira aleatória

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um jovem de 20 anos, identificado como Cipriano da Silva, é acusado de matar o vizinho Luciano de Andrade, de 43 anos, esfaqueado, na última sexta-feira (3). Segundo relatos, o suspeito ria enquanto atacava a vítima. As informações são da Folha de S.Paulo.

Moradores da Favela da Linha, em São Paulo, presenciaram a cena e tentaram ajudar Luciano, que saiu de casa para ir à padaria. Cipriano soltava gargalhadas enquanto esfaqueava o homem, segundo testemunhas.

Alguns moradores da localidade jogaram objetos em Cipriano, como vasos de vidro e pedaços de madeira. No meio do ataque, o suspeito exigiu silêncio de Luciano e acertou uma facada na jugular e o decapitou. O suspeito ainda teria colocado a cabeça em um saco de lixo, arrastou o corpo pela viela e chutou-o.

Investigadores do caso disseram à Folha de S. Paulo que acreditam que não houve um motivo para o ataque, e que a escolha da vítima teria sido aleatória, pois Cipriano atacou uma mulher na noite anterior. Ela conseguiu escapar.