Brasil

Homem e esposa são presos por matar e queimar o corpo da amante dele

De acordo com a investigação, eles usaram uma chave de roda para agredir Gilmaria na cabeça e no tórax

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Uma mulher de 48 anos, identificada como Gilmaria Moreira Santana, foi agredida até a morte com uma chave de roda e teve o corpo queimado. O caso aconteceu no dia 3 de agosto deste ano, em Bauru, interior de São Paulo. As informações do G1 Goiás.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos de cometer o crime, um homem de 51 anos e a mulher dele, de 37, foram presos na segunda-feira (30), em Nova Veneza, na Região Metropolitana de Goiânia. Eles confessaram o homicídio para polícia. 

“Esse agressor, juntamente com a atual esposa, planejou o crime porque a vítima, outrora amásia e, mais recentemente, amante desse agressor, estaria causando alguns percalços no atual relacionamento conjugal dos dois infratores”, disse o delegado Rilmo Braga, responsável pela operação que prendeu a dupla.

Segundo a polícia, a mulher do suspeito aceitou participar do crime porque o homem disse que já não sentia mais nada pela vítima. No dia do assassinato, os suspeitos convidaram Gilmaria para um encontro em uma região mais afastada, próximo à casa deles.

No local, de acordo com a investigação, eles usaram uma chave de roda para agredir Gilmaria na cabeça e no tórax. Na sequência, os dois levaram o corpo da mulher para um matagal e colocaram fogo.

“O que chamou a atenção é que, no momento da carbonização, o homem chegou a dizer para a comparsa que aquilo também ocorreria com ela caso ela causasse algum problema na relação conjugal deles. Isso demonstra a mente doentia desse indivíduo”, completou o delegado.

O casal, cujos nomes não foram divulgados, vão responder por homicídio qualificado e tentativa de ocultação de cadáver.