Brasil

Homem é investigado por esfaquear e ameaçar ex-mulher: 'Quero colocar fogo nela viva'

O Tribunal de Justiça da região já expediu mandado de prisão preventiva contra o motorista de aplicativo, que encontra-se foragido

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O motorista de aplicativo Carlos Eduardo Soares de Farias, de 38 anos, está sendo investigado por esfaquear a ex-mulher e mandar mensagens ameaçando a vítima. Em áudio enviado através de um aplicativo de mensagens, Carlos afirma que vai "colocar fogo na ex-mulher viva e ficar sorrindo depois do crime". O caso aconteceu no Distrito Federal e o Tribunal de Justiça da região já expediu mandado de prisão preventiva contra o homem, que encontra-se foragido.

De acordo com informações do G1 Distrito Federal, Carlos Eduardo enviou a gravação a uma amiga da vítima, no mês passado. A ex-companheira registrou uma ocorrência contra ele na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do DF, no dia 25 de junho.

Carlos Eduardo Soares deu três facadas na ex — Foto: Arquivo pessoal
O G1 DF teve acesso ao áudio de quase 10 minutos. O suspeito fala que vai "dar três tiros na cabeça da mulher". Eles tiveram um relacionamento de 13 anos e estavam separados há cerca de nove meses.

Antes das mensagens com ameaças, Carlos já tinha esfaqueado a ex-companheira em 17 de maio deste ano. A vítima ficou internada por quatro dias após levar três facadas em Formosa, Goiás.



Segundo informações do G1 DF, a justiça determinou que o homem está proibido de entrar em contato com a mulher por qualquer meio e precisa ficar a um mínimo de 200 metros da vítima. Carlos está sendo investigado pela Polícia Civil do Distrito Federal.