Brasil

Homem é preso após assassinar travesti e retirar coração da vítima: 'era um demônio'

Tórax da vítima estava aberto com uma imagem de um santo em cima do corpo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um homem foi preso nesta segunda-feira (21), em Campinas (SP), acusado de assassinar uma travesti e guardar o coração da vítima em casa. De acordo com informações da polícia, o órgão estava enrolado em um pano, dentro do guarda-roupas do suspeito. As informações são do G1 Campinas e Região.

Foto: Reprodução
Ainda segundo a polícia militar, Caio Santos de Oliveira revelou que teve relações sexuais com a vítima, o transexual de 35 anos. Além do assassinato, o suspeito roubou os pertences da travesti.

Em entrevista à emissoras de TV e ao G1, Caio falou frases desconexas e contou que conheceu a vítima na noite anterior. "Ele era um demônio, eu arranquei o coração dele. É isso. Não era meu conhecido. Conheci ele à meia-noite", disse em entrevista.

De acordo com informações da polícia militar, Caio Oliveira foi abordado após ter uma atitude suspeita ao ver uma viatura. Ele apresentava escoriações, arranhões pelo corpo e um ferimento na cabeça.

Interrogado pela polícia sobre os ferimentos, o homem confessou os crimes e levou os policiais até o corpo da vítima que estava com o tórax aberto e com uma imagem de um santo sobre ela.