Brasil

Homem é preso com mais de 9 mil vídeos de pedofilia; filha contou que ele abusou a irmã

O homem foi detido após uma denúncia anônima que contou que o conteúdo estava em pendrives, HDs e outros

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um homem foi preso nesta quinta-feira (15) com 9 mil vídeos de pornografia infantil em Rio Verde (GO). A filha mais velha do suspeito contou à mãe que a irmã mais nova, que na época tinha 13 anos, foi abusada pelo pai. O homem foi detido após uma denúncia anônima que contou que o conteúdo estava em pendrives, HDs e outros. As informações são do G1 Goiás.

Ao ser deito, o suspeito negou à polícia que era dono do material pornográfico e, quando questionado se tinha abusado da filha, ficou em silêncio. Até esta sexta-feira (16) o suspeito não tinha apresentado um advogado e, por este motivo, o G1 não obteve um posicionamento de defesa do acusado.

O delegado Caio Martines Santos Pereira, responsável pelo caso, contou que a esposa e as filhas do homem foram ouvidas. Os depoimentos indicaram que a garota mais velha tinha contado à mãe que a irmã mais nova tinha sido abusada sexualmente pelo.

“A mãe pediu que a mais velha tentasse filmar para ter prova. A filha conseguiu, mas o pai ficou sabendo da gravação e quebrou o celular, destruindo a prova”, explicou o delegado ao G1.

O delegado disse ainda ao G1 que o estupro contra a filha ainda está sendo apurada e que as datas que isso ocorreu serão investigadas. Também está sendo analisada a conduta da mãe, para saber se ela realmente fez o que pode ou se não protegeu a filha do crime.

“A gente está diante de um pedófilo, que tinha vídeos de crianças de 3 anos de idade fazendo sexo, uma pessoa altamente perturbada. A gente não pode descartar nada, já que tinha duas filhas menores na casa e ele entrava no quarto quando elas estavam dormindo”, detalhou o delegado ao G1.