Brasil

Homem é suspeito de estuprar as duas filhas ao longo de dez anos

Uma das vítimas afirma que teve dois filhos do próprio pai

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem é suspeito de estuprar as duas filhas, hoje com 18 e 21 anos, ao longo de dez anos anos. Uma das vítimas contou que os dois filhos que tem são do próprio pai. O caso aconteceu em Goiânia (GO). As informações são do G1 Goiás.

As vítimas contaram à polícia que os abusos sexuais aconteciam quando elas iam vender balas na rua e não conseguiam arrecadar dinheiro. As duas moravam sozinhas com o pai após serem abandonadas pela mãe.

O homem era serralheiro, mas deixou de trabalhar e obrigou as filhas a venderem baladas nos semáforos da cidade. “Ele sempre ameaçava a gente. ‘Vou matar vocês se vocês falarem alguma coisa’, entendeu? E assim, por mais que ele não venha a fazer isso, psicologicamente é traumático”, contou uma delas ao G1.

A irmã mais velha afirmou que tem dois filhos com o próprio pai. “O meu pai que é pai deles mesmo. Ele sabe”, disse. A outra irmã disse que chegou a engravidar também do homem, mas perdeu o filho.

As vítimas relataram que o último abuso aconteceu há dois meses quando, após o estupro, elas apanharam muito e decidiram fugir de casa e passaram todo este tempo escondidas. Agora, tomaram coragem e denunciaram o crime à Polícia Civil que está tentado localizar o suspeito.


“As investigações já começaram desde o primeiro momento, com solicitação de medidas protetivas de urgência, encaminhamento para exames médicos periciais, porque é importante verificar a paternidade das crianças. São realmente graves as acusações”, explicou a delegada Ana Gomes ao G1.

Após a realização dos exames, a polícia pode pedir prisão preventiva do homem por estupro de vulnerável. A Justiça também expediu uma medida protetiva determinando que o suspeito não se aproxime das vítimas ou dos seus filhos.

“Eu tenho medo do meu pai me encontrar e fazer alguma coisa comigo. Ele falou que queria tomar minhas crianças. Quero que ele seja preso e pague pelo que ele fez”, desabafou a irmã mais velha.