Brasil

Homem morre após beber veneno achando que era vodca

Ao dar entrada na emergência, na vítima teve uma parada cardiorrespiratória e morreu

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem morreu depois de ingerir veneno que estava guardado em um garrafa de vodca na geladeira de casa. A vítima chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu. O caso aconteceu em São Vicente, no litoral de São Paulo, no domingo (18).

De acordo com o G1 Santos, em depoimento à polícia,  o cunhado da vítima afirmou que utilizava benzina no fim de semana para matar cupins na residência deles. A substância é uma espécie de solvente, também usado como veneno para eliminação e controle de pragas urbana.

Ainda no depoimento, ele disse que após usar o produto, colocou o produto dentro de uma garrafa  de vodca então vazia e, em seguida, a colocou na geladeira. O homem ainda afirmou que o cunhado era alcoólatra e foi abrigado pelo casal depois de passar um período morando na rua.

A vítima acordou passando mal e se queixando da "vodca" que havia bebido. Ao perguntar o que aconteceu, o rapaz afirmou que havia ingerido todo líquido que estava guardado na garrafa na geladeira, sem saber que, na verdade, havia bebido veneno.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e a equipe encaminhou para unidade de saúde. Após fazer lavagem no estômago, a vítima foi liberada pelos médicos por não apresentar qualquer outra alteração nos exames ou reclamar de algum mal estar.


Já de volta à casa, Marco Santos- como foi identificado- começou a vomitar e foi novamente encaminhado para a mesma unidade de saúde. Ao dar entrada na emergência, ainda segundo o G1 Santos, ele teve uma parada cardiorrespiratória e morreu.