Brasil

Idoso é preso após estuprar e matar o próprio neto: "é um monstro", diz filho

Menino de 10 anos foi brutalmente violentado e morto pelo próprio avô; ele é suspeito de abusar de outras crianças da família

Redação do Correio 24 Horas
- Atualizada em


Um idoso de 63 anos foi preso em flagrante, suspeito de estuprar e matar o próprio neto, um garoto de 10 anos, no Piauí. Crime aconteceu na cidade de Bertolínia, no sul do estado. O menino, Carlos Eduardo, foi encontrado morto na madrugada deste último domingo (24), na casa do avô. Após exames médicos, ficou comprovado que a vítima foi brutalmente estuprada, além de ter sido envenenada e asfixiada pelo idoso. O suspeito foi encontrado nu em um matagal.


Ele também é suspeito de ter abusado da irmã da vítima quando a menina tinha 8 anos. A irmã de Carlos Eduardo, que hoje já é adulta e casada, revelou para a polícia local que esta não foi a primeira vez que o avô abusou sexualmente de crianças. “A mulher contou que quando era criança, o avô a acariciava, pedia que ela pegasse nas partes intimas dele e por diversas vezes ejaculou nas pernas da criança. Além dela, outras meninas da família foram vítimas dele. Todas esconderam os abusos por medo, pois eram ameaçadas”, relatou o delegado Jarbas Lima, da Delegacia de Polícia Civil de Uruçuí, em entrevista ao G1 Piauí.  


Carlos Eduardo foi enterrado no domingo (24), no povoado de Santa Fé. Em depoimento, o pai do garoto disse que nunca imaginou que o pai poderia ter feito isso, e ainda disse que o idoso "é um monstro". "Nem comida ele leva para o pai dele na prisão. A população da cidade chama o criminoso de monstro e muita gente da cidade e de municípios circunvizinhos está revoltada. A qualquer momento a delegacia poderá ser invadida na tentativa de matá-lo", revelou o delegado. 


Na casa do idoso foi encontrada uma garrafa com líquido que pode ser o veneno usado para matar a criança, além de um lençol aparentemente manchado com o sêmen do suspeito. A polícia pediu a prisão preventiva contra o suspeito, e ele deverá ser transferido para a penitenciária de Vereda Grande. O idoso foi preso em flagrante por suspeita de estupro de vulnerável e homicídio triplamente qualificado.

Correio24horas