Brasil

Incêndio deixa 10 mortos no Centro de Treinamento do Flamengo

Informação é de que o fogo já está controlado, e os bombeiros estariam numa operação rescaldo

Agência O Globo

Um incêndio de grandes proporções matou dez pessoas no Ninho de Urubu — centro de treinamento do Flamengo —, em Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio, na manhã desta sexta-feira. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. Três pessoas ficaram feridas — uma delas estaria em estado grave — e foram levadas para o Hospital municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, também na Zona Oeste. Segundo o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros Douglas Henaut, o incêndio foi no alojamento, onde dormem os jogadores de base.

Foto: Reprodução/TV Globo

Os feridos foram identificados como Cauã Emanoel Gomes Nuines, de 14 anos, que é de Fortaleza e está há três anos no Rio; Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura — as idades não foram informadas.

O alojamento atingido pelo fogo é na parte antiga do CT, que foi recentemente reformado. O alojamento ia ser desativado e demolido pelo clube.

Equipes de bombeiros continuam no local. A informação é de que o fogo já está controlado, e os bombeiros estariam numa operação rescaldo. Ainda não se sabe o motivo de o fogo ter começado.

Centro é usado pela equipe de futebol e por categorias de base

O Ninho do Urubu — como ficou popularmente conhecido Centro de treinamento presidente George Helal — foi construído em 2014 e é usado pela equipe de futebol profissional do Flamengo e por suas categorias de base. O local fica numa área localizada em Vargem Grande e tem um módulo profissional, dois campos, campo de treinamento para goleiros e alojamento, entre outras estruturas.

Em 2018, foi inaugurado o novo módulo profissional — a estrutura anterior foi deixada para as categorias de base. Para o futebol profissional foi disponibilizada um novo módulo, com novos alojamentos, parque aquático, academia e mais um campo de futebol (o quinto).


Sede da Gávea atingida pelo temporal

Na noite de quarta-feira, a sede do Flamengo, na Gávea, foi atingida pelo forte temporal e ficou com um rastro de destruição. Sem luz, o local está fechado e as atividades suspensas nesta quinta-feira, para uma avaliação nas dependências.

Árvores e galhos caíram perto da área das piscinas, assim como no exterior, em algumas das entradas do clube. A força do vento e da chuva fez com que algumas delas fossem arrancadas desde a raiz, prejudicando até o acesso via a pé e de carros no interior da sede.