Brasil

Internauta flagra funcionários dos Correios arremessando encomendas no Rio de Janeiro

Correios afirmam que o procedimento apresentado no vídeo não é uma prática regular na empresa

Editoria Notícias & Empregos
- Atualizada em
Funcionários dos Correios foram flagrados arremessando encomendas em uma unidade localizada em Niterói, no Rio de Janeiro. Uma internauta filmou a ação dos funcionários, denunciando o descaso, e publicou no YouTube.

"É assim que o Sedex trata as suas encomendas", diz a internauta, no início do vídeo. "Todos os dias a mesma coisa. Todo santo dia no sedex é assim [...] Eu moro de cara para isso e todos os dias eu vejo isso. Já liguei, já reclamei e não aconteceu nada [...] Quando eu liguei o coordenador disse que eles eram proibidos de 'basquetear' as caixas e que ninguém 'basqueteava' caixas lá não. Bom, se isso não é 'basquetear', eu não sei o que é 'basquetear'", denuncia.

O vídeo já foi publicado nas redes sociais e têm causado revolta entre os internautas. Nesta quinta-feira (29), os Correios publicaram uma nota de esclarecimento na sua página no Facebook, em que afirmam que o procedimento apresentado no vídeo não é uma prática regular na empresa. Os Correios ainda informaram que realizaram a "imediata reorientação de todos os funcionários da unidade e determinou que sejam tomadas as providências administrativas cabíveis", assim que teve conhecimento dos fatos apresentados.

Confira o vídeo


Veja nota dos Correios na íntegra
"Em relação ao vídeo postado na internet sobre o tratamento de encomendas em uma unidade dos Correios no RJ, esclarecemos que o procedimento apresentado não é uma prática regular na empresa nem condiz com a qualidade operacional da ECT. Os Correios mantêm seus trabalhadores treinados sobre a maneira correta de tratar as cartas e encomendas. Nos seus 350 anos de atuação no Brasil, a empresa sempre manteve profundo respeito por seus clientes e elevada qualidade operacional, pautando suas ações pela ética e transparência.

Assim que teve conhecimento dos fatos apresentados no vídeo, a empresa realizou a imediata reorientação de todos os funcionários da unidade e determinou que sejam tomadas as providências administrativas cabíveis".