Brasil

Jogador do Vasco, Bernardo será indiciado por lesão corporal, diz delegada

Laudo confirma que ex-namorada de atleta foi agredida; ele também será indiciado por ameaça

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A delegada responsável pelo caso do jogador do Vasco Bernardo, Adriana Belém, do Rio de Janeiro, recebeu o laudo que confirma que Patrícia Mello foi agredida por ele. Ela informou ao 'G1 Rio' que o atleta vai ser indiciado por lesão corporal e ameaça, por conta do vazamento de vídeo.

Em áudio enviado à ex, o jogador pedia desculpas por ter passado o vídeo para um amigo. "Eu estava bebendo, eu ia mandar outra parada para ele, amor. Eu te falei, cara. Foi sem querer, cara. Pela amor de Deus", diz áudio entre à polícia.Segundo o 'G1 Rio', o exame de corpo delito entregue na delegacia confirma que o jogador agrediu Patrícia nas costas, nos quadris, braços e pernas. "Foram as mesmas partes em que ela alegou as agressões", diz a polícia.No dia 1º de junho, Bernardo teria enviado fotos ameaçando se matar para a ex-namorada, como chantagem emocional. "Ele queria voltar com ela e fez as fotos para que ela ficasse incomodada e voltasse a namorar com ele", explicou a delegada.Pelas acusações feitas à ex-namorada, Bernardo pode ser enquadrado na Lei Maria da Penha, por violência contra mulher, com pena que varia entre três meses a três anos de prisão, e na Lei Carolina Dieckmann, pela divulgação de imagens íntimas na internet, com pena que varia entre um e três anos de prisão.