Brasil

Jogador é preso suspeito de matar dirigente do clube a facadas

Cidade declarou luto após perda da vítima

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O jogador Vinícius Corsini, de 28 anos, foi preso suspeito de assassinar a facadas o dirigente do Clube Nacional de Rolândia, o empresário José Danilson Alves de Oliveira, de 58 anos, na noite desta quarta-feira (16), no Centro de Rolândia (PR). As informações são do G1 PR.

Segundo o G1, os investigações apontam que o jogador abordou o dirigente no local e, após discussão, ele acertou facadas em Danilson. Vinícius ainda tentou fugir, mas foi segurado por pessoas que estavam no local até a polícia chegar.

A vítima foi levada para o Hospital do Coração e chegou a passar por cirurgia, mas não resistiu. Os advogados de defesa de Vinícius disseram ao G1 que "a motivação do delito não está ligada à contrato, demissão, convocação ou outro motivo relacionado à profissão que o jovem Vinicius Corsini exercia, conforme será demonstrado oportunamente".

A Prefeitura de Rolândia declarou luto pela morte do dirigente do clube da cidade, que disputa a série D do campeonato brasileiro e tinha Danilson como presidente de honra. Ele também foi vice-prefeito da cidade entre 2013 e 2017.