Brasil

Jovem é morta por tiro disparado por policial em festa clandestina

Guarda foi preso e disse que disparo foi acidental

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma jovem foi morta após ser atingida por um tiro entre a noite de sábado (1º) e a madrugada do domingo (2), na cidade de Rio Claro (SP). O disparo teria saído de um guarda municipal, que realizava uma ação em uma festa clandestina. As informações são do G1 São Carlos e Araraquara.

A assessoria de imprensa da prefeitura disse ao G1 que a equipe da Guarda Municipal realizava uma vistoria em uma suposta festa clandestina que acontecia no Jardim Panorama. O guarda disse que a arma dele disparou acidentalmente quando ele ia colocar balas de borracha. Gabrielli Mendes da Silva, de 19 anos. e José Felipe de Lima Verneck, de 29 anos, foram atingidos.

As duas vítimas foram atendidas. Enquanto o rapaz continua internado, a moça não resistiu e morreu. O guarda foi preso por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e ficará afastado das atividades operacionais até a conclusão do caso.