Brasil

Juiz determina soltura de adolescentes suspeitos de estupro coletivo no Piauí

Disse que todos os quatro adolescentes deram a mesma versão, e que há indícios de que combinaram depoimentos

Redação Correio 24h
- Atualizada em

Quatro adolescentes suspeitos de participar de um estupro coletivo contra uma jovem de 17 anos em Bom Jesus, no Piauí, foram libertados após determinação da Justiça. Os adolescentes, que têm entre 15 e 17 anos, foram soltos nesta quinta-feira (26). Segundo o jornal Folha de S. Paulo, um quinto suspeito, de 18 anos, foi levado ao presídio.


O juiz Heliomar Rios Ferreira, de Bom Jesus, afirmou na sentença que os adolescentes têm bons antecedentes e que a liberdade dos quatro não irá prejudicar o andamento do processo. Segundo a publicação, o juiz disse ainda que a perícia comprovou que houve relação sexual, mas não se houve violência sexual.


A adolescente foi estuprada na última sexta-feira (20), mesmo dia em uma outra jove, foi estuprada por mais de 30 homens no Rio de Janeiro. A garota foi encontrada nua, em coma alcóolico, e amarrada com as próprias roupas. Ela ainda teve a boca fechada com isopor e com a calcinha para evitar que gritasse.


Ainda segundo a publicação, o juiz afirmou que a vítimanão acusou de forma clara os quatro menores em depoimento. Os quatro adolescentes devem comparecer a audiência na próxima quarta-feira (1º).


Em depoimento, os adolescentes negam participação no estupro e dizem que apenas viram o amigo de 18 anos fazendo sexo com a menina. O rapaz confessou ter mantido relações sexuais com a jovem, mas negou que tenha ocorrido estupro. Segundo ele, os outros quatro também fizeram sexo oral com a jovem.


À Folha, o delegado Aldely Fontineli de Sousa disse que todos os quatro adolescentes deram a mesma versão, e que há indícios de que combinaram depoimentos. "Todos eles se conheciam e acharam normal assistirem ao maior de idade tendo relações sexuais com a garota desacordada", disse o delegado à Folha.

Correio24horas