Brasil

Lutador de MMA é assassinado com tiro e facadas na frente de esposa e filho

Adriano Sylberth Santana Pereira, de 29 anos, foi assassinado dentro de sua própria casa na madrugada desta terça-feira (3)

Agência O Globo

Profissional de MMA desde 2014, Adriano Sylberth Santana Pereira, de 29 anos, foi assassinado dentro de sua própria casa na madrugada desta terça-feira (3), no distrito de Outeiro, em Belém, no Pará. "Mamute", como era conhecido, morreu na frente da esposa e do filho. A Divisão de Homicídios investiga o crime.

De acordo com informações da Polícia Civil, Adriano encontrava-se em sua residência quando, por volta de 23h30, bateram na porta dos fundos da casa. Ao abrir, Mamute foi pego de surpresa com a entrada de três homens, todos com camisas no rosto e armados. Ao perceber a ação suspeita, o lutador foi em disparada em direção ao quarto, onde estavam a esposa e o filho, de 9 anos. No entanto, foi perseguido pelos criminosos, que, ao entrarem no quarto, foram em direção a Adriano. A vítima teria pedido calma, mas foi atingido com um tiro no rosto. Ele caiu no chão ainda com vida.

Os assaltantes, então, pediram os aparelhos celulares de Adriano e da mulher. Todavia, quando estavam saindo da casa, perceberam que a o lutador ainda estava vivo e voltaram para aplicar golpes de faca no peito da vítima, que morreu ainda no local.

Além de sua vida dedicada ao MMA, Adriano tinha um emprego de eletricista naval, segundo a polícia. A Polícia Civil também revelou que Mamute não estava sendo alvo de ameaças que pudessem estar, de alguma forma, relacionadas ao crime.