Brasil

Mãe acusa professor de estuprar e engravidar menina de 14 anos

A jovem participava de um projeto de dança da prefeitura de Porto Murtinho

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A mãe de uma adolescente de 14 anos denunciou na Polícia Civil que o professor de dança estuprou e engravidou a filha dela. O caso acontece em agosto de 2019, em Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, mas só foi descoberto neste mês. As informações são do G1 Mato Grosso do Sul.

De acordo com informações do G1 MS, a adolescente alegou para a polícia que está grávida de cinco meses do suspeito, que tem 27 anos. A mãe da jovem explicou que a filha participava de um projeto de dança da prefeitura de Porto Murtinho, de nome Artes em Cena.

O professor teria convidado a adolescente para tomar um tereré (mate gelado) na casa dele. A jovem disse para polícia que recusou a proposta algumas vezes, mas diante da insistência aceitou ir um dia ao local.

No local, ela contou que o homem levou ela para o quarto, apertou o pescoço dela e, em seguida, cometeu o abuso. Depois do estupro, a adolescente disse que ele ainda perguntou se ela tinha gostado e que respondeu que tinha nojo dele.



O caso foi registrado como estupro de vulnerável. "A mãe da vítima registrou a ocorrência e estamos apurando. Foram solicitados exames e estamos aguardando os resultados. A adolescente foi ouvida preliminarmente, porém, serão todos intimados formalmente para prestarem depoimento", contou o delegado João Cleber Dorneles, responsável pelas investigações, ao G1 MS.

Os nomes dos envolvidos não foram divulgados.