Brasil

Mãe descobre por Whatsapp que filha de 9 anos foi estuprada em abrigo para menores

Suspeito tem 13 anos e também vivia no abrigo para menores localizado em Santos, litoral de São Paulo

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma menina de apenas 9 anos foi estuprada em um abrigo para menores de idade em Santos, litoral de São Paulo. A mãe afirma que soube do caso dias após o crime, através do Whatsapp. O suspeito de ter estuprado a criança tem 13 anos e também vivia no abrigo. As informações são do G1.

A mãe da vítima, que preferiu não se identificar, soube do crime através de outra abrigada. Por mensagens de Whatsapp, ela descobriu que a filha tinha sido estuprada por um colega. A abrigada afirmou que um exame comprovou o estupro.

Após tomar conhecimento da situação, a mãe da criança foi até o abrigo acompanhada do ex-marido. "Quando eu cheguei lá, ela começou a gritar: 'mãe, me tira daqui, eu fui estuprada'. A minha menina está desesperada, ficou muito nervosa. Eu também estou passada com tudo isso", desabafou a mãe. 

A mãe ainda relatou que os filhos foram para o abrigo após uma briga dela com o ex-companheiro. A Justiça determinou que seria mais seguro para as crianças passarem um tempo no local, onde já estão há cerca de um ano.

Entenda o caso

O crime aconteceu no dia 19 de setembro, mas a mãe da vítima afirma só ter sido comunicada 11 dias depois, na última quinta-feira (30). Segundo a Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo, a polícia Militar foi acionada no dia do crime e o adolescente foi apreendido, enquanto a vítima levada ao Hospital Frei Galvão.