Brasil

Mãe 'viraliza' na web após publicação de amor e aceitação a filho transgênero

"Desde que se entendia por gente, ela já dizia que queria ser menino", relata Vanessa

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

A homenagem que Vanessa José da Silva fez no aniversário do filho Lucas, de 12 anos, viralizou na web, no início de junho. No texto, Vanessa fala sobre apoio e aceitação ao garoto transgênero. Ela também pede respeito e amor para pessoas trans. 

"Desde que se entendia por gente, ela já dizia que queria ser menino. Por vezes eu me sentia desconfortável, pois não entendia como minha menininha que até então eu achava que só era 'marrenta', queria ser um menino. Mas a partir do momento em que ele pediu pra comprar roupas masculinas e vi a felicidade dele ao usá-las, aí sim eu entendi, que é quem ele é e não tenho o direito de barrar. Só então comecei a aprender sobre o que era ser transgênero e ele ainda me ensina muito", conta a mãe.

"A maioria dos meus familiares são evangélicos e, para eles, ser transgênero é errado. Eles falam que Deus não erra o sexo e querem que a gente siga todo um padrão. No começo o Lucas ficava bem triste, e eu também, já que se machucam ele, machucam a mim, mas agora já não ligamos mais", afirma Vanessa.

Foto: reprodução

A mulher comenta sobre o desprezo da família. "Nem sequer desejaram um parabéns para ele no aniversário", explica. Na postagem, Vanessa conta que 'demorou a enxergar a verdadeira essência do filho' e o 'torturou por anos a fio, por ainda acreditar que se tratava de uma menina'. No final da mensagem, a mãe afirma que 'tem um lindo e abençoado rapaz transgênero na vida, amado por padrasto e irmãos' e pede a divulgação do texto para que 'muitos jovens que sofrem com o descaso das famílias, saberem que não estão sozinhos no mundo'.

A publicação já teve mais de 30 mil curtidas e 12 mil compartilhamentos. Vanessa ainda conta que documentos do Lucas ainda estão com o nome de nascimento e a mudança no RG, por exemplo, é apenas um dos diversos planos da família para o futuro do garoto. "Vamos começar com todo o processo de transição de gênero com médicos. Espero que sejamos felizes agora, com o Lucas sendo o que sempre quis ser. Ele tem muitos sonhos, e quero ajudá-lo a realizá-los", finaliza.