Brasil

Mais de 400 mil orelhões serão desativados no Brasil

A justificativa da Anatel para retirar 461,3 mil aparelhos seria a falta de utilização que não geram receita que os banque

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Por decisão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mais da metade dos orelhões serão retirados das ruas no Brasil. A justificativa do órgão para retirar 461,3 mil unidades, 60% dos 763 mil existentes, seria a falta de utilização que não geram receita que os banque.Leia mais:

Veja o ranking das empresas mais processadas na Bahia

Apple dá descontos de até R$ 1.200 para estudantes; saiba como conseguir

Empresas que vencerem leilão de 4G deverão investir para reduzir interferências

Anatel aprova reajuste de 1,5% nas ligações entre fixo e móvel

A justificativa seria a falta de utilização que não geram receita que os banque

Ao site Convergência Digital, a Anatel afirmou que, atualmente, aproximadamente 81% dos orelhões realizam até quatro chamadas diárias por um tempo total de quatro minutos, resultado que define a exclusão dos brasileiros quanto a utilização do aparelho. A grande questão é que o valor arrecadado com as ligações não pagam a manutenção dos orelhões. De acordo com o gerente da Anatel, em 2012 a queda das receitas como os aparelhos foi a 90%.