Brasil

Massacre em escola foi planejado por mais de um ano, diz investigação

De acordo com a polícia, dupla de atiradores pesquisou sobre outras chacinas que ocorreram em escola estadounidenses

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

As investigações preliminares da motivação do massacre na escola Raul Brasil, em Suzano (SP), apontam que os assassinos planejaram o ataque por mais de um ano. As informações são do G1 Mogi das Cruzes e Suzano.

Foto: Reprodução

Segundo a polícia, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, 25, tinha a intenção de matar mais pessoas do que as 13 vítimas do massacre que ocorreu em uma escola em Columbine. A tragédia aconteceu em 1999 nos Estados Unidos.

Ainda não se sabe o que motivou os ex-alunos a entrarem na escola e mataram 8 pessoas e ferirem 11. Após o ataque, o atirador mais novo matou o outro e se suicidou em seguida.

De acordo com a reportagem do G1, a polícia acredita que o massacre foi premeditado devido a quantidade de buscas feitas na internet pelos atiradores sobre as outras chacinas em escolas estadounidenses.

A polícia investiga a possibilidade da dupla de assassinos ter visitado um fórum da da Depp Web, internet obscura onde pessoas incitam crimes de ódio e violência, denominado Dogolachan.

Um dos amigos de um dos assassinos foi ouvido pela polícia na noite desta quarta-feira (14) afirmou que sabia da intenção dos atiradores em cometer a chacina, mas não sabia que dia isso iria realmente acontecer.