Brasil

Médico psiquiatra é preso suspeito de estuprar pacientes durante consultas

"Temos cinco vítimas, sendo ela uma criança de 11 anos que foi abusada três vezes por seu psiquiatra", explicou a delegada responsável pelas investigações, Norma Lacerda

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Um médico psiquiatra de 47 anos, que não teve o nome divulgado, foi preso suspeito de estuprar pacientes durante consultas. O caso aconteceu em Itaboraí, no Rio de Janeiro. De acordo com informações do G1 RJ, o médico estava sendo investigado há 2 anos por estupro e abuso sexual mediante fraude. 

As vítimas tinham 11, 18, 19, 20 e 23 anos. Segundo o G1, as investigações apontam que o psiquiatra se aproveitava da condição de médico psiquiátrico para abusar das vítimas em sua clínica. Ele nega as acusações, mas a delegada responsável pelas investigações, Norma Lacerda, disse que tem muitas provas contra ela. Há um laudo pericial que prova que a criança de 11 anos foi estuprada pelo psiquiatra. 

"A prisão de hoje do médico abusador foi importante porque estamos no semana de combate a crimes sexuais contra crianças e adolescentes. Temos cinco vítimas, sendo ela uma criança de 11 anos que foi abusada três vezes por seu psiquiatra. A criança foi encaminhada à Decav, onde teve um atendimento com especialistas e psicólogos, que diante dos exames e fatos narrados constaram o estupro", disse a delegada.

A prisão do suspeito é preventiva, por tempo indeterminado. O médico foi preso em sua clínica e vai ser encaminhado ao sistema prisional.