Brasil

Menina de 11 anos morre após mãe e padrasto forçarem ela a fazer jejum

Suspeitos foram presos; eles castigavam a vítima e o irmão dessa maneira esporadicamente

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma menina de 11 anos morreu na última quinta-feira (24) por desnutrição, causada por um jejum que teria sido imposto pela mãe e padrasto da menina. Os dois suspeitos foram presos, segundo o G1 Vale do Paraíba. O caso aconteceu em Ubatuba (SP).

A menina foi levada ao pronto socorro por volta das 21h da quinta-feira. A polícia ao G1 que a menina já teria chegado morta ao hospital decorrente de uma desnutrição. Além disso, ela demonstrava palidez.

A polícia disse ao G1 que os suspeitos mantinham a criança em cárcere privado há cinco meses. A vítima ficava no chão da casa deles em cima de um tapete de EVA (tipo de borracha), de acordo com uma confissão feita pela suspeita.

Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Ainda no depoimento da mãe da garota, a vítima passou cinco meses trancada em casa. A situação de cárcere era uma punição por atitudes consideradas erradas da garota, como mentir. Ela era obrigada a orar e jejuar durante o período, e só saiu de casa duas vezes nesses meses. O irmão mais novo da vítima, de oito anos, também sofria com castigos desse tipo.



Na última terça-feira (22), os dois suspeitos teriam obrigado a menina a jejuar por dois dias, em que ela só podia beber água, segundo informações da polícia ao G1. Na quinta, ela passou mal e morreu no hospital.

Mãe e padrasto da vítima vão responder por tortura com morte, cárcere privado e abandono intelectual. Já o irmão foi levado para um abrigo e está sob cuidados do Conselho Tutelar.