Brasil

Minas Gerais anuncia caso suspeito de coronavírus em Belo Horizonte

Paciente seria brasileira de 35 anos que viajou a Xangai; estado de saúde da paciente é 'clinicamente estável'

Agência O Globo

Uma brasileira de 35 anos que viajou a Xangai foi internada na última terça-feira em Belo Horizonte com suspeita de infecção pelo coronavírus, que já deixou 17 mortes na China. A informação foi divulgada nesta tarde pela Secretaria estadual de Saúde de Minas Gerais.

Segundo o órgão, a paciente desembarcou na capital mineira no último dia 18 com sintomas respiratórios que seriam compatíveis com a pneumonia misteriosa causada pela nova cepa de vírus na Ásia. Ela teria informado os médicos que não esteve em Wuhan, megalópole chinesa que está no epicentro do surto, nem entrado em contato com pessoas suspeitas.

As autoridades de saúde mineiras identificaram o caso em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Belo Horizonte, e a brasileira foi transferida para o Hospital Eduardo de Menezes, também na capital. O estado de saúde dela seria "clinicamente estável", ainda segundo a nota da secretaria de Saúde.

A nova cepa pertence à mesma família de vírus que foi responsável pela Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers). Na China, quase 1,4 mil pessoas estão sob observação.

A secretaria de Saúde não divulgou a identidade da brasileira nem o município de sua residência. O complexo hospitalar é o mesmo que recebeu as vítimas do caso de intoxicação por dietilenoglicol em Minas Gerais. O caso estaria ligado ao consumo de cervejas da cervejaria Backer.