Brasil

Ministro do governo Bolsonaro testa positivo para novo coronavírus

É o primeiro caso no ministério; contraprova ainda será feita

Agência O Globo
- Atualizada em

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, testou positivo para o novo coronavírus. O exame foi realizado na terça-feira, no departamento médico do Palácio do Planalto, e divulgado nesta quarta-feira pelo próprio ministro em redes sociais. Heleno ressaltou que ainda aguarda uma contraprova do exame, mas disse que já está em isolamento. Na semana passada, um primeiro exame havia dado negativo. É o primeiro ministro do governo federal a receber o diagnóstico da doença.Por ter 72 anos, ele faz parte do grupo de risco.

Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República/Divulgação
"Informo que o resultado do meu segundo exame, realizado no HFA, acusou positivo. Aguardo a contraprova da FioCruz. Estou sem febre e não apresento qualquer dos sintomas relacionados ao COVID-19. Estou isolado, em casa, e não atenderei telefonemas", escreveu Heleno no Twitter.



Funcionários do GSI que entraram em contato com Heleno já estão em quarentena e irão fazer o teste.

Heleno é a 17ª pessoa a ter contato com o presidente Jair Bolsonaro na viagem recente aos Estados Unidos a ser diagnosticada com o coronavírus. Bolsonaro realizou dois exames, ambos com resultado negativo. Heleno teve três encontros com o presidente na terça-feira, de acordo com a agenda oficial.

Na terça-feira, após realizar o exame, o ministro disse que estava se sentindo bem, mas ressaltou que muitas pessoas contraem o vírus sem apresentar sintomas:

"Tudo bem, mas é o tal negócio, não é uma coisa absolutamente tranquilizadora você estar muito bem. Já houve gente que foi diagnosticada, porque isso depende muito da reação do seu organismo, às vezes seu organismo resiste a esse tipo de vírus sem ter grandes problemas. Tem gente que vai para cama, tem febre, não sei o quê".

Ao deixar o departamento médico, ele chegou a fazer uma piada, dizendo que não era para ser avisado caso o resultado fosse positivo. Na saída, ele encontrou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, que chegava para também fazer o teste. Os dois conversaram brevemente.

Na manhã desta quarta-feira, o Ministério da Defesa divulgou que o segundo exame do ministro Fernando Azevedo e Silva deu negativo. Também fizeram o teste pela segunda vez o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o Secretário de Assuntos Estratégicos, Flávio Rocha, mas o resultado ainda não foi divulgado. Os três fizeram parte da comitiva de Bolsonaro que foi aos Estados Unidos, assim como Heleno.

Já o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Jorge Oliveira, e o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, testaram negativo. Gilson também fez parte da comitiva que foi aos Estados Unidos.