Brasil

Ministro do STJ nega pedido de liberdade a João de Deus

Habeas corpus foi apresentado pela defesa do líder espiritual nesta quarta-feira

Aguirre Talento, de Agência O Globo
O ministro do Superior Tribunal de Justiça Nefi Cordeiro rejeitou o pedido de liberdade que havia sido apresentado nesta quarta-feira pela defesa do médium João de Deus.
"Não há ilegalidade flagrante na denegação da liminar por necessário enfrentamento do tema, que não se observa desde logo absurdamente fixada", afirmou o ministro. "Ante o exposto, determino a retirada do segredo de justiça deste feito e indefiro liminarmente o habeas corpus", concluiu.
O primeiro pedido de habeas corpus que os advogados fizeram ao Tribunal de Justiça de Goiás havia sido negado na tarde de terça-feira, dia 18.
A intenção da defesa era que o STJ suspendesse a prisão preventiva — ou que imputasse medidas cautelares, como prisão domiciliar, uso de tornozeleira eletrônica e proibição de exercer o ofício.
Na sua decisão, o ministro Nefi Cordeiro também determinou a retirada de sigilo do pedido de liberdade.