Brasil

Mulher acusa Papai Noel de assédio contra filha em shopping

Imagens mostram homem possivelmente excitado com criança no colo; ele alega ter hidrocele testicular

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma mulher acusou um Papai Noel de um shopping localizado em Contagens (MG) de assédio sexual contra a sua filha. Ao levar a menina de 10 anos para fotografar com a figura natalina, ela percebeu um comportamento estranho no homem e percebeu que ele estava excitado enquanto segurava ela no colo. O caso aconteceu nesta terça-feira (10). As informações são do G1 Belo Horizonte.

Foto: Reprodução/Facebook
A mãe da criança publicou algumas fotos da situação no Facebook e a postagem alcançou mais de dois mil compartilhamentos.

“Ontem fui levar minha filha no Big Shopping, ela quis tirar foto com o Papai Noel, o Papai Noel ficou excitado quando ela sentou em sua perna. Eu queria tirar, ele ficava a segurar a menina, minha filha tem 10 anos, ele não queria soltar, ficava virando ela de uma perna para outra, até que eu a puxei do colo dele”, escreveu.

Após a repercussão do caso, o Big Shopping publicou um posicionamento sobre o ocorrido e afirmou que suspendeu o contato do Papai Noel. (confira a nota na íntegra abaixo). Na postagem, outras mães também reclamaram sobre a postura do homem durante as fotos.
Foto: Reprodução/Facebook
De acordo com o G1, diante da repercussão da denuncia, o homem registrou um boletim de ocorrência (BO) por difamação. No documento, Papai Noel de 58 anos alegou hidrocele testicular, que popularmente é conhecida como “água no saco”. A doença faz com que um testículo seja maior do que o outro. Ele disse que possui um laudo para comprovar a doença.

Em entrevista ao G1, o homem disse que está sendo orientado por um advogado e trabalha com o público infantil há 30 anos e lamentou a denúncia da mãe nas redes sociais. Ele falou ainda que continuará em outros projetos e que acredita em sua inocência.

Confira a nota do shopping na íntegra: