Brasil

Mulher atira em via pública para impedir linchamento de torcedor; veja vídeo

Autora dos disparos seria escrivã da Polícia Civil

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma escrivã da Polícia Civil usou uma arma para dar tiros para o alto e impedir que dois torcedores do Ceará fossem linchados por um grupo da torcida do Fortaleza. O caso aconteceu no último sábado (3), horas antes do clássico entre Ceará e Fortaleza, pela série A do campeonato brasileiro, na cidade de Fortaleza (CE).

No vídeo que registra o momento, é possível perceber o momento que o grupo de torcedores derruba dois rapazes com camisa do Ceará da motocicleta que eles estavam e os arrasta para a pista. Os agressores estavam junto de um grupo com torcedores uniformizados com camisas do Fortaleza.

Enquanto a agressão acontecia, uma mulher surge no vídeo correndo em direção aos torcedores e efetuando tiros para o alto. Com os disparos, o grupo de agressores dispersa. É possível perceber a mulher se identificando como policial.



A Polícia Civil do Estado do Ceará informou ao G1 Ceará através de nota que a mulher que efetua os tiros é uma escrivã da instituição e estava de folga no dia que o fato aconteceu. Ela teria atirado na intenção de dispersar os agressores.

Os dois homens da moto são pai e filho. O pai contou ao G1 que estava indo por aquela avenida porque não sabia que o caminho das torcidas de Ceará e Fortaleza tinha mudado. Ele levava o filho para o jogo.

O homem ainda relatou ao G1 que teve a moto derrubada após ouvir torcedores do Fortaleza mandarem parar o veículo. Ele conta que se desesperou ao ver o filho ser arrastado pelos agressores. “Larguei a moto e fui tentar socorrer meu filho. Foi quando a mulher (policial) apareceu”. Os dois desistiram de ir ao jogo e foram para casa. O pai ainda conta que o adolescente está muito abalado.

A Polícia Civil afirmou ao G1 que as vítimas não sofreram lesões graves.