Brasil

Mulher chama pai e filho de 'negrada do inferno' e chuta PM ao ser presa; veja vídeo

Uma das vítimas faz tratamento contra um câncer; suspeita irá responder pelo crime de injúria racial

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um mulher de 64 anos foi presa pelo crime de injúria racial após chamar pai e filho de 'negrada do inferno'. O caso aconteceu nesta quarta-feira (28), em frente a um shopping de Taguatinga (DF). "Negrada do inferno, vai pro raio que o parta [sic]", disse a mulher. As informações são do G1 Distrito Federal.

De acordo com a apuração do G1, no momento das ofensas, o o técnico em telecomunicação Alcides Jesus Santos, de 39 anos, filmava o pai, José Barbosa dos Santos, de 70 anos, estava filmando o pai. Eles estavam voltando de uma consulta médica, já que o pai está fazendo um tratamento contra um câncer.

"Fiquei sem chão, mas graças a Deus estava passando uma policial, que ajudou a gente. É inadmissível que, em pleno século 21, a gente ainda esteja tendo que ver essa situação no Brasil. É bastante complicado", afirmou uma das vítimas ao G1.

Um policial que estava passando pelo local, escutou o que a  mulher disse. "Você está doida?", questionou a agente. Em seguida, as imagens mostram que a mulher tenta fugir da prisão e até agride o policial com um chute.

Um grupo militar do Corpo de Bombeiros também presenciou o ocorrido e ajudou a conter a agressora até a chegada dos policiais. O G1 tentou entrar em contato com a defesa da mulher, mas não obteve êxito.

A polícia civil informou ao G1 que foi arbitrada fiança, mas o valor pago pela suspeita não foi revelado pelas autoridades. Porém, um das vítimas relatou ao G1 que ela foi liberada da delegacia após pagar R$ 1 mil.

Veja o vídeo: