Brasil

Mulher é acusada de causar a morte do filho com paralisia cerebral

De acordo com informações da Polícia Civil, a mulher teria saído na noite anterior com o namorado e deixado o filho sozinho

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um adolescente de 15 anos, que tinha paralisia cerebral, morreu após ficar horas sozinho em casa e a mãe dele foi indiciada nesta segunda-feira (18) como responsável pelo ocorrido. O caso aconteceu em novembro de 2020, em Belo Horizonte. Ela poderá responder por abandono de incapaz com resultado morte. As informações são do UOL. 

De acordo com informações da Polícia Civil, a mulher teria saído na noite anterior com o namorado, por volta das 20h, e deixado o filho sozinho. Quando retornou, por volta das 3h, o adolescente já estava sem vida.

"Neste ínterim, de acordo com a perícia, o adolescente caiu da cama, sangrou e vomitou. Devido a malformação congênita dos membros inferiores e superiores, a vítima não teve condições físicas de se levantar e voltar para a cama, falecendo no local", explicou o delegado responsável pelo caso, Lucas Nunes. 

Ainda segundo o delegado, a mãe do adolescente não tomou providências para socorrê-lo ao chegar em casa.