Brasil

Mulher é executada na frente do filho de 13 anos e ex-marido é suspeito

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que Karina foi abordada pelo assassino

Agência O globo
- Atualizada em

O ex-marido da corretora de imóveis Karina Garofalo, de 44 anos, morta a tiro na frente do filho, de 13, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, teve a prisão decretada pela Justiça. De acordo com a Delegacia de Homicídios (DH) da Capital, ele é suspeito de envolvimento no crime.

Foto: Reprodução

A especializada também já identificou o homem que atirou em Karina: é o primo do ex-marido dela, contra quem também há um mandado de prisão. Equipes da DH estão nas ruas à procura dos suspeitos.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que Karina foi abordada pelo assassino. O registro, que está viralizando nas redes sociais, mostra quando um homem atravessa a Avenida Malibu, em frente ao condomínio Sunprime, aborda a vítima e dispara em seguida.

Após o crime, ele foge e a mulher continua caída na calçada em frente o condomínio. Nenhum pertence dela foi levado pelo homem, que, segundo a polícia, fez a abordagem encapuzado. A vítima usava uma blusa branca e uma calça preta.

Um levantamento feito pela reportagem no site do Tribunal de Justiça (TJ) revela que Karina é mencionda em pelo menos quatro porcessos que tramitam na Justiça estadual. Um deles é uma ação de dissolução de casamento, datada de 2014, que está no Fórum de Volta Redonda, no Sul Fluminense.

Em um outro, que tramita na 5ª Vara Civel, e é datado de 2015, ela está envolvida na disputa de um imóvel, em Volta Redonda.

Os outros dois processos são de 2016 e 2018, ambos também relacionados a disputas envolvendos imóveis ou aluguéis.