Brasil

Mulher é furtada, cobra celular ao ladrão e é enterrada em casa

Testemunhas ouvidas pela polícia afirmaram que Andressa poderia ter saído para cobrar de um homem o celular furtado dela

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um mulher de 28 anos foi morta e enterrada em casa em São Vicente, São Paulo. Ao G1 Santos, a Polícia Civil informou que era considerada desaparecida há 30 dias até que seu corpo fosse localizado pela equipe de investigação.

Foto: Divulgação/Polícia Civil
Ainda de acordo com o portal, familiares e o companheiro de Andressa Elizabete Jesus da Cruz fizeram um boletim de ocorrência de desaparecimento em novembro de 2018 depois de ela sair de casa e desaparecer.

Testemunhas ouvidas pela polícia afirmaram que Andressa poderia ter saído para cobrar de um homem o celular furtado dela. O suspeito foi identificado como Leandro Pereira da Silva, de 34 anos, está sendo procurado. Na residência do suspeito, os policiais encontraram a casa em situação aparente de abandono e, ao notarem terra revirada em um dos cômodos, um policial fez uma breve escavação e encontrou o corpo de uma mulher em estado avançado de decomposição. 

Ainda de acordo com o G1, uma tatuagem no pescoço ajudou um familiar a reconhecer que tratava-se de Andressa. Após a localização do corpo, a Justiça expediu um mandado de prisão contra Leandro, que está foragido.