Brasil

Mulher é morta pelo pai após desviar R$ 2 mi de empresa da família

Vítima chegou a implorar para não ser morta

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma empresária de 45 anos foi morta a tiros pelo próprio pai, de 72, por ter desviado uma quantia de R$ 2 milhões de um comércio que os dois tinham em conjunto. O crime aconteceu na última sexta-feira (17), dentro da empresa da vítima, em Aparecida de Goiânia (GO). As informações são do G1 Goiás.

De acordo com o que delegado da investigação contou ao G1, Yara Maeve Teixeira de Faria teria pedido perdão a José Maria Alves de Faria para que não fosse morta. “A filha gritou para o pai: ‘Pai, não faça isso, eu te amo’. Aí ela [funcionária] escutou os tiros, nesse momento pediu ajuda, mas, quando chegou, ela [vítima] já estava baleada”, afirmou o delegado.

Foto: Reprodução/Facebook

José Maria teria dito em depoimento, no entanto, que não lembra do que aconteceu no momento do crime. Ainda segundo o delegado, a razão do assassinato seria o desvio milionário feito por Yara. “Eles já estavam tendo uns desentendimentos, a vítima já tinha registrado ocorrências dizendo que o autor, que é o pai dela, já tinha ameaçado ela de morte”, contou ao G1.

"Ele disse que ficou em dificuldades financeiras. Os dois romperam a sociedade, e a vítima teria aberto uma nova empresa e levado todos os clientes”, continuou o oficial.

O suspeito foi encontrado na GO-060, e disse aos policiais que, após matar a filha, iria matar a funcionária que a ajudou a realizar o desvio e depois se matar.