Brasil

Mulher é presa após tentar aborto durante 8º mês de gestação, em Goiás

Suspeita procurou hospital com queixa de fortes dores abdominais

Agência O Globo
- Atualizada em

Uma mulher de 34 anos foi presa em flagrante em uma unidade de saúde de Goiânia, em Goiás, após tentar um aborto durante o oitavo mês de gravidez.

Na madrugada do último sábado, conforme informações da polícia Civil, K.L.S. foi atendida no Hospital Municipal de Morrinhos se queixando de fortes dores abdominais. Durante o atendimento, os médicos teriam constatado que a suspeita estava com 32 semanas de gestação e que o problema era reflexo de um processo abortivo provocado por medicamentos. Dois comprimidos foram encontrados em seu canal vaginal.

Mesmo assim, a equipe conseguiu realizar o parto, sendo que o bebê foi encaminhado para o Hospital Materno Infantil de Goiânia, onde permanece internado.

Após alegar que acreditava estar no início da gestação, em depoimento, a mulher confessou a compra dos remédios abortivos em uma farmácia da região, pelos quais teria pago R$ 200.

Solta sob fiança, K.L.S. vai responder em liberdade pelo crime que tem como punição até três anos de cadeia.

Em paralelo, a Polícia Civil busca os responsáveis pela venda do medicamento proibido.