Brasil

Mulher é presa por matar o marido para receber o seguro: 'ela transava com seus colegas'

Segundo a sentença, ela matou Wellington com três tiros, na cabeça e no peito, enquanto dormia

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Na última segunda-feira (5), Monica Maria Santiago, de 52 anos, foi presa após ser condenada por matar o marido, Wellington Franklin, para receber o segundo de vida dele. Monica foi  condenada em março de 2009, pela 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, e estava foragida desde então. As informações são do jornal EXTRA

Segundo a sentença, ela matou Wellington com três tiros, na cabeça e no peito, enquanto dormia, na madrugada de 3 de maio de 2002, no apartamento onde o casal morava com a filha, na Estrada do Portela, em Madureira, Zona Norte do Rio. 

Inicialmente, Monica Maria Santiago foi condenada a 14 anos de reclusão por homicídio duplamente qualificado — ela tinha uma conduta social "desabonadora", "pois realizava festas no apartamento do casal quando o companheiro estava ausente e tinha relações sexuais com vários colegas de trabalho dele, o que causava danos vexatórios à imagem do ofendido". A pena aumentou para 16 anos.