Brasil

Mulher é presa suspeita de matar filho de 11 anos estrangulado

Ela teria alegado que a criança morreu após tomar remédios

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma mulher, identificada como Alexandra Dougokenski, foi presa suspeita de matar o filho de 11 anos estrangulado. Rafael Mateus Winques estava desaparecido desde o dia 15 de maio e morava na cidade de Planalto (RS). As informações são do G1 RS.

Alexandra disse em depoimento na segunda-feira (25) que o garoto morreu após tomar medicamentos para se acalmar. No entanto, o laudo do crime concluiu que ele morreu por asfixia mecânica por estrangulamento. A mãe confessou o crime durante o depoimento.

"Teria dado dois comprimidos de Diazepam para que ele dormisse com tranquilidade. Na madrugada, ela teria acordado e verificado, segundo ela, que a criança estava morta. Como que ela tinha a certeza que a criança estaria morta e não apenas desmaiada? Ela enrolou a criança no lençol, colocou fios em alguma parte do corpo e foi arrastando, segundo ela, até a residência ao lado", disse ao G1 o delegado delegado Joerberth Nunes, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI).

O delegado ainda contou que a motivação do crime será investigada. A mãe da vítima está presa temporariamente e já se encontra no sistema penitenciário.