Brasil

Mulher morre após ser agredida com golpes de marreta dentro do metrô

"A paciente deu entrada com traumatismo craniano e evoluiu a óbito", informou o hospital, em nota

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Uma mulher de 46 anos, que não teve o nome divulgado, morreu após ser agredida por um homem dentro de um dos vagões do metrô. Ela foi atingida com golpes de marreta na cabeça. O caso aconteceu na madrugada dessa segunda-feira (26), em São Paulo. As informações são do G1 SP. 

De acordo com informações da Secretaria da Segurança Pública (SSP), o agressor, que chegou a ser agredido por outros passageiros que se revoltaram com o ocorrido, foi preso. Ele está internado sob escolta policial e assim que tiver alta "será encaminhado à unidade policial para posterior encaminhamento ao sistema carcerário". 

A vítima foi levada para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia. "A paciente deu entrada com traumatismo craniano e evoluiu a óbito", informou o hospital, em nota.

Segundo a comunicação do Metrô, o agressor, um aposentado de 55 anos, foi detido por seguranças. Ele teria tido um surto  psicótico e atacado a mulher. O suspeito estava armado com uma marreta e uma faca, segundo as testemunhas, que relataram ter ouvido gritaria e visto correria entre os passageiros.

"Uma das testemunhas contou que o aposentado estava em pé e de repente, armado com uma marreta, foi para cima da vítima, que estava sentada", informa o comunicado da pasta da Segurança.

O caso foi registrado como homicídio e será investigado pela Polícia Civil.