Brasil

Mulher morre dias após ser atacada com ácido por ex-marido

Cacia Regina Pereira da Silva teve 45% do corpo queimado e havia recebido um implante de pele há cinco dias

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Uma mulher de 47 anos, identificada como Cacia Regina Pereira da Silva, morreu dias depois de ser atacada pelo ex-marido com ácido. De acordo com informações do G1 Distrito Federal, ela teve 45% do corpo queimado e havia recebido um implante de pele há cinco dias. Cacia faleceu nesta quinta-feira (9).

O crime aconteceu no dia 25 de abril, no Distrito Federal. O ex-companheiro, identificado como Júlio César Villanova, além de jogar ácido em Cacia tentou atirar nela, mas a arma falhou. Após o ataque, Júlio se matou. Eles tiveram um relacionamento amoroso durante 15 anos.



Em nota ao G1 DF, a Secretaria de Saúde informou que Cacia Regina "não resistiu à infecção provocada pelas queimaduras". De acordo com a ficha médica, as equipes da unidades de queimados e cirurgia plástica do Hran "usaram todos os recursos disponíveis no tratamento da paciente".