Brasil

Mulher pensa que marido está morto, contrata detetive e descobre traição

"Era melhor ele ter largado, era mais bonito. Agora estou solteira, vou mudar a fechadura de casa", disse a professora

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Após divulgar o desaparecimento do marido desde o dia 9 de janeiro, registrar um boletim de ocorrência (BO) e até chegar a cogitar a morte dele, uma professora de 35 anos descobriu que o esposo estava mesmo era traindo ela. O empresário foi encontrado, por um detetive contratado, na praia de São Vicente (SP) com duas mulheres. As informações são do G1 Santos e Região.

Foto: Reprodução
Ao sair do trabalho, o homem enviou uma mensagem para a esposa dizendo que estava indo para a casa, mas ele nunca chegou.  "Achamos que ele estava morto ou que tinha acontecido alguma coisa, já que ele nunca tinha sumido antes assim. Foi a primeira vez. Registrei boletim de ocorrência no dia 9. Tomei todos os procedimentos legais. Eu e os familiares estávamos desesperados", contou a professora ao G1. A família chegou a oferecer R$ 2 mil como recompensa para quem encontrasse o homem.

"Até que o investigador identificou que o último radar que pegou ele foi no dia 7, na praia de São Vicente, e foi até lá. Descobrindo a traição", detalhou a professora ao G1.

De acordo com a apuração do G1,  o investigador Marcondes foi contratado sete dias após o desaparecimento do empresário. Ele explicou que os radares das rodovias foram essenciais para encontrar o homem, já que a placa do carro ficou registrada nos equipamentos.
Foto: Divulgação/Investigador Marcondes
"Agora ele vai ser ex né, porque eu estou solteira. Ele morreu pra mim e nunca mais quero ver esse homem. A mãe, pai e irmãos estavam desesperados. Era melhor ele ter largado, era mais bonito. Agora estou solteira, vou mudar a fechadura de casa e fazer um boletim de ocorrência. E ele que vá atrás de qualquer coisa e converse com o meu advogado", disse a mulher ao G1.