Brasil

Mulher se assusta após achar cobra em saco de laranja comprado em atacado: 'gritei muito'

Tosadora relatou ao G1 que a sacola com as frutas foi levada no banco de trás do carro, onde estava sentado o filho de 10 anos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Um mulher tomou um grande susto ao encontrar uma cobra saindo do meio de un saco de laranjas que comprou em uma rede atacadista de Mogi das Cruzes (SP). O caso aconteceu no último sábado (19). As informações são do Mogi das Cruzes e Suzano (SP).

A tosadora relatou ao G1 que a sacola com as frutas foi levada no banco de trás do carro, onde estava sentado o filho de 10 anos. “Eu gritei muito ao ver e meu filho ficou assustado", relatou ao G1.

“Tirei as compras do carro e coloquei em cima da mesa. O saco de laranja ficou no chão. Eu disse para a minha funcionária pegar algumas laranjas. A gente estava conversando, quando vimos a cobra saindo do saco”, explicou Lorene Lourenço ao G1.

Ao G1, a rede Atacadão afirmou que  "lamenta o ocorrido com a consumidora e informa que, prontamente ao tomar conhecimento do caso, iniciou uma rigorosa apuração em sua unidade Mogi das Cruzes"


Um parte de Lorene cortou uma garrafa, esperou o réptil sair e prendeu a cobra.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes disse ao G1 que a cobra foi retirada do imóvel pelo Cento de Controle de Zoonoses (CCZ). De acordo com o órgão, o animal é da espécie conhecida como "falsa coral", que não é venenosa, e foi solta na natureza.

Lorene  contratou um advogado para processar o atacadista. “O supermercado tem responsabilidade independente da cobra ser venenosa ou não”, pontuou.

O advogado pontuou que o estabelecimento tem o dever de fiscalizar as mercadorias.“Não pode pegar um produto direto do fornecedor sem examinar. Há produto que a embalagem é lacrada não dá para examinar, mas não é o caso do saco de laranja”, destaca Beraldo.