Brasil

Mulher terá que pagar R$ 7.000 após estragar carro em test-drive

Na ação, a empresa alega que os danos decorreram de mau uso, por falta de cautela e imprudência

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

Um mulher, que não teve o nome divulgado, terá que pagar uma indenização de R$ 7.417,79 após danificar o motor de um carro durante o test-drive. A situação aconteceu e foi julgada em Pouso Alegre, na região Sul de Minas Gerais. Segundo a 18° Câmara Cível do Tribunal de Justiça mineiro, o valor corresponde ao que foi gasto pela empresa no conserto do carro. As informações são da Exame. 

De acordo com o processo, a motorista foi até a cidade de Capitólio, também no sul de Minas Gerais, de onde informou que o carro parou de funcionar após passar em um córrego. Na ação, a empresa alega que os danos decorreram de mau uso, por falta de cautela e imprudência, uma vez que a cliente entrou indevidamente com o veículo na água. Assim, várias peças do motor precisaram ser substituídas.

Para o relator, desembargador Sérgio André da Fonseca Xavier, mesmo que o carro seja um veículo para uso nas vias terrestres rural e urbana, a mulher assinou um termo de responsabilidade ao retirar o veículo da concessionária, obrigando-se a responder pelos danos materiais causados a terceiros.