Brasil

Neta de Flordelis encomendou morte de pastor, revela depoimento

O celular de Rayane Silva foi apreendido nesta terça-feira (17)

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Na manhã desta terça-feira (17), uma das netas de Flordelis, Rayane Silva, de 26 anos, teve o celular apreendido por agentes da Polícia Civil. De acordo com informações do Extra, Lucas Cézar dos Santos, filho da deputada afirmou em depoimento que recebeu uma mensagem de Rayane Silva pedindo que ele matasse o pastor Anderson do Carmo. O celular será averiguado.

Em depoimento, Lucas contou que recebeu a mensagem pelo Instagram, entre março e maio deste ano. Na mensagem, Rayana ofereceu R$ 10 mil para que o tio contratasse alguém para cometer o crime. Segundo o  Extra, metade do dinheiro ficaria para ele e a outra metade, para a pessoa contratada.

Ainda de acordo com o Extra, no depoimento, Lucas contou à polícia que uma de suas irmãs, Marzy Teixeira, também lhe pediu para matar o pastor Anderson e ofereceu a mesma quantia. Ele também revelou que se negou a cometer o crime.

Marzy Teixeira confessou para polícia que pediu para Lucas matar o pastor e ainda disse que Flordelis sabia do plano. Mas, Marzy falou que acabou desistiu do crime.



Outra filha adotiva da deputada federal, Érica dos Santos, também deu um depoimento comprometendo Rayane. Ela disse que a sobrinha lhe enviou uma mensagem em maio de 2019 perguntando se ela tinha o número de "algum bandido".

De acordo com o Extra, Lucas é acusado de envolvimento na morte de Anderson. Um filho biológico de Flordelis, Flávio dos Santos Rodrigues, também é acusado do crime. Ele confessou à polícia que deu seis tiros no padrasto. Já Lucas é acusado de ter ajudado o irmão a comprar a arma.