Brasil

Nome sujo: prazo para inadimplente entrar no cadastro de devedores vai subir

O objetivo é alongar os prazos para renegociações entre as partes nesse momento de pandemia do novo coronavírus e garantir a proteção de consumidores e empresas

Agência O Globo

A Serasa Experian, a Boa Vista SCPC, o SPC Brasil e a Quod vão estender o prazo de negativação de devedores (inclusão no cadastro de inadimplentes) — que em geral é de dez dias, a partir da comunicação ao interessado — para 45 dias, a partir de 17 de abril. A medida vai durar 90 dias e poderá ser prorrogada. O objetivo é alongar os prazos para renegociações entre as partes nesse momento de pandemia do novo coronavírus e garantir a proteção de consumidores e empresas.

Foto: Agência Brasil

Segundo a Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), que representa a indústria de análise de dados, o crédito é um instrumento fundamental na economia e mais do que nunca necessário à retomada das atividades produtivas no país e ao bem- estar social. A instituição afirma ainda que entende ser necessário abrir espaço para que credores, consumidores e empresas conversem e renegociem seus créditos de forma responsável.

Em nota, a associação informou que o setor continua monitorando o surto de Covid-19 e seus efeitos sobre empresas e indivíduos, para minimizar os efeitos sobre a capacidade de crédito de consumidores, comerciantes individuais ou pequenas e médias empresas, podendo complementar essa medida caso necessário.

A ANBC destaca que a manutenção do sistema de avaliação de crédito é importante para qualquer medida de recuperação econômica, e pode servir de parâmetro para um eventual programa de reativação da economia e auxílio a devedores. "As informações incluídas em suas bases de dados poderão auxiliar as autoridades governamentais a compreender o que está acontecendo na economia e direcionar ajuda financeira para as empresas e indivíduos que mais precisam".