Brasil

Ouça o áudio do autor do massacre em igreja de Campinas: 'minha alma vai ficar em paz'

Conteúdo revela que atirador planejava chacina desde 2008

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A polícia civil divulgou dois áudios do atirador que assassinou cinco pessoas na Catedral de Campinas (SP) e depois se matou em seguida. O caso aconteceu no dia 11 de novembro e o conteúdo foi liberado nesta sexta (21). As informações são do G1 Campinas e Região.

Foto: Divulgação/Polícia Civil
Em um dos áudios, apreendidos na casa do autor do crime e gravados em 2016, Euler Fernando Grandolpho diz que 'minha alma vai ficar em paz'

Trechos do 'diário' do atirador mostram que ele planejava a chacina desde 2008. Junto com este conteúdo, também foram apreendidos fotos que mostram Euler treinando com uma arma na casa dele na cidade onde morava, em Valinhos (SP).
Foto: Reprodução
Novos trechos do "diário" escrito pelo atirador mostram que ele planejava a chacina desde 2008, segundo o delegado José Henrique Ventura, do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter-2). Além disso, uma foto também apreendida durante as investigações mostra que Grandolpho "treinava" com uma das armas usadas no crime na casa dele, em Valinhos (SP).


Veja dois trechos transcritos do áudio:
"Mas a minha alma vai ficar em paz, você pode ter certeza disso cara. E quando você lembrar de mim cara, você vai lembrar do seu passado [...] Um homicídio [último trecho não fica claro se é a voz do atirador]"

"Qualquer pessoa que tenha um mínimo de consciência faria o que eu vou fazer. Não tenho dúvida disso. É lamentável chegar nessa conclusão, mas é o que vai acontecer. Eu garanto que a minha alma vai ficar em paz".



Ouça um dos áudios: