Brasil

Padre Quevedo, autor do bordão 'Isso non ecziste', morre aos 88 anos

Ele participava do quadro no Fantástico, da TV Globo, chamado "Caçador de Enigmas

Agência O Globo

O Padre Quevedo, conhecido pelo bordão "Isso non ecziste", morreu aos 88 anos na madrugada desta quarta-feira (9) em Belo Horizonte. Oscar Gonzalez Quevedo Bruzan participava do quadro no Fantástico, da TV Globo, chamado "Caçador de Enigmas", apresentado por Cid Moreira e exibido entre janeiro e maio do ano 2000.

Foto: Reprodução
O clérigo, autor de 17 livros, incluindo "Antes que os demônios voltem", dizia que sua missão no programa de TV era "desmistificar essa mentalidade mágica que envolve os fenômenos parapsicológicos".

O especialista ganhou fama em desmascarar farsantes. Padre Quevedo não acreditava em feitos paranormais de religiosos que diziam realizar milagres. Para o especialista, essas atitudes tratavam-se de ilusionismo e charlatanismo.

Fãs do religioso demonstram seu pesar nas redes sociais, e o nome do padre configura entre os assuntos mais comentados do Twitter no início da tarde desta quarta-feira.

"Padre Quevedo era sensacional. Grande desmascarador das Fake News do além", lamentou um internauta.

Nascido na Espanha, o jesuíta morava desde 2012 na residência Irmão Luciano Brandão, onde ficam jesuítas idosos e com problemas de saúde, segundo informações do "G1". O enterro do padre será à 11h desta quinta-feira (10) no Cemitério Bosque da Esperança.