Brasil

Pai de Gabriel Diniz sobre morte: 'Não me incomodo que fãs se manifestem com alegria

O corpo do cantor, morto num acidente aéreo em Sergipe, chegou no início da manhã desta terça-feira para ser velado por parentes e amigos na Paraíba

Agência O Globo

O pai de Gabriel Diniz, Cizinato Diniz, desabafou sobre a perda do filho durante a cerimônia de despedida, nesta terça-feira. No velório, que é realizado em João Pessoa, na Paraíba, o comerciante disse que não se importa se as demonstrações de carinho venham sem choro.

Foto: Reprodução | TV Globo

"Este momento que a gente está passando é difícil. Às vezes você pensa que está sonhando, mas não está. Eu falo para os fãs, para as pessoas, para que não se sintam tristes. Gabriel é, para mim, maior representatividade da alegria. Não me incomodo que as pessoas se manifestem com alegria neste momento", disse, em entrevista à TV Globo, transmitida no "Mais você" desta manhã.

O corpo do cantor, morto num acidente aéreo em Sergipe, chegou no início da manhã desta terça-feira para ser velado por parentes e amigos, entre eles artistas, como Wesley Safadão e a dupla Matheus e Kauan, no ginásio de esportes Ronaldão, no bairro do Cristo Redentor, em João Pessoa, na Paraíba. As informações são do portal de notícias "G1".

A cerimônia de despedida foi aberta ao público após às 8h. A expectativa é que o sepultamento aconteça ainda nesta terça-feira, no Cemitério Parque das Acácias.

O corpo de Gabriel Diniz foi liberado do Instituto Médico Legal de Sergipe (IML), em Aracaju, com destino a João Pessoa (PB), na noite desta segunda-feira.

O intérprete de "Jenifer" e outros dois ocupantes morreram na queda de uma aeronave de pequeno porte, no povoado de Porto do Mato, em Estância, no sul do Sergipe nesta segunda-feira. Os dois mortos, além de Gabriel, eram Linaldo Xavier, piloto, e Abraão Farias, copiloto da aeronave.

A aeronave não tinha autorização para realizar o serviço de táxi áereo , segundo registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O monomotor PT-KLO, pertencia ao Aeroclube de Alagoas, em Maceió. Fabricada em 1974, podia ser usada apenas para voos de instrução.