Brasil

Passageiros elegem os melhores aeroportos do Brasil

Pesquisa também mediu o grau de satisfação dos viajantes com os serviços disponíveis nos terminais

Cláudio Nogueira, da Agência O Globo
- Atualizada em

Os aeroportos do país estão bem avaliados entre os viajantes brasileiros e estrangeiros, segundo pesquisa divulgada esta semana pelo Ministério dos Transportes. De acordo com o levantamento, realizado a cada trimestre desde 2013, 76% dos 38 indicadores de satisfação em 20 aeroportos do país registraram notas médias acima de 4, numa escala que vai de 1 a 5.

Os terminais de Vitória (até 5 milhões de passageiros por ano), Curitiba (entre 5 milhões e 15 milhões) e Brasília (mais de 15 milhões) lideram o ranking. Na outra ponta, entre os que tiveram as piores avaliações, estão os aeroportos de Florianópolis, Fortaleza e Congonhas, em São Paulo.

Entre os maiores terminais do país, o Rio levou a melhor sobre São Paulo: o Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), na Ilha do Governador, foi melhor avaliado que os aeroportos de Congonhas, na capital paulista, e de Guarulhos, na região metropolitana do estado. A nota de satisfação geral do Galeão no 2º trimestre foi de 4,35, em um total de 20.525 pessoas entrevistadas.

Foto: Felipe Menezes/Divulgação
A pesquisa também mediu o grau de satisfação dos viajantes com os serviços disponíveis nos terminais. Nesse quesito, as avaliações mais baixas foram para a falta de opções e acesso a caixas eletrônicos e casas de câmbio (3,63); os valores dos produtos à venda (3,04); o custo-benefício das áreas de estacionamento (3,00); e o preço cobrado pelos alimentos, que teve a menor nota entre todos os indicadores (2,83).

Na parte de infraestrutura aeroportuária, 14 dos 16 indicadores (87%) foram considerados “bons” e “muito bons”, mas a fraca qualidade do serviço de internet e wi-fi (3,32), assim como a falta de tomadas disponíveis para recarga de equipamentos eletroeletrônicos (3,85) tiveram notas baixas. O índice revela que, mesmo após a realização de grandes eventos esportivos, como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, os aeroportos brasileiros ainda não estão preparados para receber os viajantes conectados e ativos na rede.

As companhias aéreas também foram avaliadas pelos passageiros, que reclamaram da demora na fila do check-in, do tempo para embarque e da longa espera na restituição das bagagens. A empresa LATAM foi classificada como a de check-in mais demorado (média de 7 minutos e 41 segundos), assim como a que mais tempo levava para embarcar os passageiros no avião (15 minutos e 21 segundos). Já a Avianca registrou os piores tempos na devolução das malas, demorando, em média, quase 11 minutos para a primeira entrega.

Veja o ranking geral dos aeroportos, por categoria:

Até 5 milhões de passageiros por ano
Vitória - 4,59
Manaus e Natal - 4,46
Belém - 3,97
Florianópolis - 3,69

Entre 5 e 15 milhões de passageiros por ano
Curitiba - 4,69
Viracopos (SP) - 4,67
Salvador - 4,27
Fortaleza - 4,23

Mais de 15 milhões de passageiros por ano
Brasília - 4,40
Galeão (RJ) - 4,38
Guarulhos (SP) - 4,37
Congonhas (SP) - 4,36