Brasil

'Pelo vídeo está claro', diz delegada sobre crime de Petrix no BBB 20

Ginasta é investigado por importunação sexual

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O ginasta e ex-BBB Petrix Barbosa prestou depoimento na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Investigado por importunação sexual, o ginasta negou as acusações, de acordo com a delegada do caso. As informações são do jornal O Dia.

"Sobre a episódio em que ele tocou os seios da Bianca, ele negou, dizendo que só a segurou pelas costas para poder levantá-la", disse a delegada Giselle do Espírito Santo ao jornal O Dia. No entanto, a oficial ressaltou. "Mas pelo vídeo está claro", disse, em relação a ele ter cometido de fato o crime.

Foto: Reprodução/Twitter

Petrix é investigado por dois abusos contra Bianca Andrade, a Boca Rosa, e outro contra Flayslane, participantes do reality show. De acordo com a delegada, as duas sisters serão ouvidas na próxima semana, mas ela não especificou se isso acontecerá dentro dos Estúdios Globo ou não.

Giselle ainda especificou que a delegada Catarina Noble, titular da Deam, seguirá com a investigação do caso. "Ela vai ouvir as meninas. É importante ouvi-las para ver se houve consentimento. Pelo vídeo está claro que elas estavam alcoolizadas", Petrix, no entanto, teria afirmado diferente. "Ele disse que elas não estavam".

Após os depoimentos de Bianca e Flayslane, o suspeito será ouvido novamente, para apontar possíveis contradições no depoimento. Procurada pelo DIA, a assessoria do ginasta disse que, no depoimento, "o atleta esclareceu que nunca teve a intenção de importunar, constranger e, tampouco, magoar ninguém".